domingo, 7 de novembro de 2010

SE EU PUDESSE VOLTAR ATRÁS ...


Disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que nesta mesma noite, antes que o galo cante, três vezes me negarás” Mateus 26 v 34.


“E lembrou-se Pedro das palavras de Jesus, que lhe dissera: Antes que o galo cante, três vezes me negarás. E saindo dali chorou amargamente” Mateus 26 v 75.


Ele mudou minha vida.
Eu o conheci junto ao mar da Galiléia. Eu e meu irmão André estávamos cansados por termos passado a noite inteira no mar. Trabalhamos duro aquele dia e nada, nenhum peixinho se quer havia caído em nossas redes.


Foi ali, no meio de nossa decepção e cansaço que Ele apareceu, subiu em meu barco e me mandou voltar para o mar.
(Lucas 5)

Confesso que eu não acreditava no que Ele estava me mandando fazer, afinal de contas, Jesus era muito bom com as palavras, mas eu era o pescador da história. Eu havia passado a madrugada no mar durante anos da minha vida. Eu sabia exatamente o que estava fazendo.

Quis deixar bem claro todo o meu pensamento sobre a ordem que Ele havia me dado “Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas sobre a tua palavra, lançarei a rede” Lucas 5 v5

Para minha surpresa, as redes não agüentaram de tantos peixes que conseguimos pescar.
Aquele era apenas mais um dos muitos milagres que eu presenciaria ao seu lado.
Foi ali que comecei a seguir os passos de Cristo.


Desde então passei a viver o extraordinário.
Presenciei paralíticos andando, cegos enxergando, pessoas sendo libertas, vidas transformadas, até andei sobre as águas. Um amor além de qualquer entendimento.



Ele me amou a tal ponto que mudou minha profissão, de pescador de peixes passei a ser pescador de almas.
Nunca entendi por que Ele escolheu me amar.


Sabe, se perguntarem a qualquer um o nome do discípulo mais polêmico de Cristo, sei que a resposta será PEDRO. Mesmo assim, Ele me quis por perto.

E sabe como eu retribuí tamanho amor? Com traição.

Ele me disse que eu iria negá-lo, mas como eu adivinharia que meu medo me levaria a tal ponto?
Ah se eu pudesse voltar atrás!


Essas lágrimas que você pode ver em meu rosto são lágrimas de amargura por ter traído a pessoa que mais me amou.
Eu sou Pedro, e acabou de negar a Jesus.


Pude sentir a agonia de Pedro ao escrever estas palavras.
Você pode procurar no evangelho mas não encontrará esse desabafo vindo do homem que andou sobre as águas.
Mesmo assim, não foi nada difícil imaginar o discípulo fazendo tais declarações.

Eu mesma conheço essa história.
Jesus também mudou minha vida e me fez viver o extraordinário, mesmo assim, diariamente me pego negando seus mandamentos e preceitos de vida.

Logo depois, o coração é assolado pela mesma sensação.
Você sabe de que sensação estou falando?

Paulo sabia. Ele nos conta em uma das suas cartas “Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.” Romanos 7 v 19

E é assim com todos nós. Sabemos o certo e nos esforçamos para ignorá-lo.

Logo após o erro, sentimos a mesma tristeza, a mesma angustia, a mesma amargura que Pedro sentiu.

Então, quando tudo está praticamente perdido, quando vestimos a camisa de fracasso do mês, lá vem o Mestre como todo o seu amor incondicional e transforma nossa traição em motivo para amá-lo cada dia mais.

Foi assim também com Pedro.

Depois da ressurreição Jesus aparece aos discípulos e tem uma conversa especial com aquele que especialmente precisava de dEle.


... disse Jesus a Pedro: Pedro, tu me amas mais do que estes? E ele respondeu sim Senhor Tu sabes que te amo ... ”João 21 v15


Jesus repetiu esta mesma pergunta a Pedro por três vezes.

Três vezes Pedro o negou, três vezes Jesus recebeu seu amor.
Foi como se Jesus estivesse dizendo três vezes você me negou, três vezes te perdoei.

Jesus sabia que Pedro o negaria, assim como ele também sabe exatamente onde estão suas falhas. E é aí que se encontra o maior carinho de Jesus por sua vida, você nunca irá decepcioná-lo.

Não há problemas em cair querido, o problema está em não querer mais levantar. E foi este erro que Pedro não cometeu e assim se tornou um apascentador das ovelhas de Cristo.

Você não pode voltar atrás, mas o Pai de amor pode reescrever sua história.

Um Deus que te formou é capaz de compreender todas as suas limitações, e é este mesmo Deus que hoje te chama a deixar de lado toda esta culpa e segui-lo.

Foi exatamente este o convite que Ele fez a Pedro " ... E, dito isto, disse-lhe: Segue-me." João 21 v 19.
Pedro o seguiu e então tornou a viver o extraordinário de Deus.

É exatamente isto que Ele ainda espera que você faça.
Ele ainda te chama.
Ele ainda espera.

O SENHOR é longânimo, e grande em misericórdia, que perdoa a iniqüidade e a transgressão” Números 14 v 18a

Um comentário:

Ednelson Giani disse...

Graça e paz que Deus possa lhe abençoar grandemente
nessa jornada de levar a palavra de Deus via internet

sucesso e quando quiser e puder passe e siga nosso blog
www.napazdoraboni.blogspot.com